Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

Meu amor escolar - 13 (FINAL)

Um conto erótico de Hugo
Categoria: Homossexual
Data: 25/02/2014 19:27:38
Nota 10.00

Olá leitores do CDC! Chegou a hora do grand finale deste conto, Meu amor escolar. E reconheço: deu trabalho escrevê-lo, pois não tinha tempo de ir pro celular para escrevê-lo. Estou escrevendo outros contos, que já citei no capítulo anterior.

Vamos ao feedback:

> Geo Matheus e ¤«Trick»¤ felippi1 - Obrigado pelas opiniões. Saiba que eu as valorizo muito!

> luquinhas Com certeza que o Bruno é uma boa pessoa. Por isso o Hugo o perdoou.

> THIAGO SILVA - Só o amor traz o perdão. Mas que isso não vire uma rotina #Espero. E valeu por esclarecer, Thiago HPD ;)

> Dhcs - Fico feliz em saber que esse conto virou um xodozinho seu ^-^ ! Eu queria ser assim, mas se eu não o sou, Hugo o é!

> Ru/Ruanito - Que rancor é esse? Senta aqui e vamos conversar! #BRINKS. Eu acho que Hugo está um perdoador-mor!

> Agatha1986 - Surpresa! A resposta está aqui embaixo!

> JeDs - O casal #BrunoHugo é lindo! ^-~ Esse final não (NEVER) acontecerá!

Boa leitura!

Eu estava realmente nervoso. Nunca pensei que teria que lidar com os meus medos como iria fazer naquele dia. Lá estava eu dentro da escola, no pátio, esperando ele chegar. Enquanto esperava, Fabiana chegou perto de mim.

FABIANA: Amigo! Você chegando cedo aqui na escola?! Vai pegar quem hoje? - o "pegar" que ela disse era no sentido de acertar contas, brigar, discutir. Ela disse brincando, dando risada.

EU: O Diogo!

FABIANA: O Diogo?

EU: Sim. Ele e eu temos muitas coisas para conversar. Mas enquanto ele não chega, me diga o porquê você transou com o Bruno?

Gente, ela arregalou os olhos que nem personagem de desenho animado. Ela não esperava ouvir isso de mim.

EU: Eu sei que você e o Bruno foram para um motel e transaram, mesmo sabendo de que Bruno já me namorava. Por quê?

Ela abaixou a cabeça e disse:

FABIANA: Migo, eu realmente não sei o porquê de ter feito isso, mas estou completamente arrependida. Me perdoa?

EU: Pode ficar tranquila! Eu já te perdoei faz tempo. Eu sei que vocês estavam bebendo e estavam carentes. Claro que isso não justifica, mas pra mim, vale. Você está perdoada.

Faby dá um sorriso e me abraça forte.

FABIANA: Brigado, migo.

EU: De nada. Mas saiba que o seu namorado me colocou contra você.

FABIANA: Como assim, migo?

EU: Ele expôs o seu caso com o Bruno para me atingir e me separar dele. Miga, um homem que realmente te ama não colocaria a namorada num esparro. Não sei se ele fez isso intencionalmente contra você, mas agora poderíamos estar brigados graças a ele. Abre o olho, miga!

Ela fica um pouco pensativa, e eu acabo vendo passar por mim a pessoa com quem queria conversar.

EU: Miga, com licença, mas eu preciso fazer um ajuste de contas. Até logo!

FABIANA: Tá certo. Até daqui a pouco, migo.

Eu saí de perto dela e fui até ele, o Diogo. Eu o segurei pelo braço, fazendo-o se virar para minha direção.

EU: Diogo, nós precisamos conversar, e agora!

DIOGO: Tudo bem. - disse com uma cara de desânimo.

Nos dirigimos para uma mesa bem longe, na cantina. Nos sentamos um de frente para o outro. Ele estava nervoso, pois ficava batendo os dedos da mão direita na quina da mesa.

EU: Então quer dizer que foi você que fez aqueles cartazes e espalhou-as pela escola inteira?! - ele assentiu com a cabeça - Você não faz ideia de quão humilhante aquilo foi pra mim! Eu nunca me senti tão insignificante quanto naquele dia. E juro: não esperava isso de você. Me diga o por quê disso. O que foi que eu fiz pra você pra merecer isso? - Eu já sabia da resposta, porque eu a ouvi quando ele conversava com o Eduardo.

DIOGO: Eu fiz aquilo com você porque você me humilhou naquele dia em que você deu uma bronca na minha galera e em mim. Eu nunca tomei uma reclamação daqueles nem da minha família...

"Por isso ele é tão mimado e orgulhoso", pensei.

DIOGO: Naquele dia em que você foi embora, eu fiquei com remorso de ter feito isso. E o pior de tudo era que a minha galera me abandonou... Parece que a gente se unia só para te perturbar. Depois parecia que eu nunca existisse pra eles. Eu fui completamente ignorado!

EU: Hum

DIOGO: Quando você voltou, rapidamente a "minha galera" se uniu" a mim. E eu me deixei levar. Mas quando briguei com o Bruno, eu vi que ele realmente te ama e eu fui novamente abandonado. Sabe, daquele dia em diante, eu resolvi me afastar da galera e fortalecer a minha amizade com o único que se importou comigo esses tempos todos, que foi o Eduardo. Mas meu coração ainda bate forte por você.

EU: Eu sei disso, acredite! E eu sei que está arrependido de ter feito tudo isso né?! - ele assentiu - Por isso eu te perdoo. Não que você merecesse o meu perdão, mas porque eu acredito em que as pessoas devem ter uma segunda chance.

DIOGO: Você me perdoou?

EU: Sim, eu te perdoei.

Diogo sorriu por algum tempo, mostrando a dentição branca e alinhada que tinha. Até que o sorriso se desfez, ele abaixou a cabeça e falou algo que quase não ouvi:

DIOGO: Tem mais uma coisa que preciso te contar.

EU: O quê?

DIOGO: Eu... Estou apaixonado por você!

Naquele instante eu me lembrei da conversa que ele teve com o Eduardo. Então a conversa deles eram de verdade. Hum... -_-

DIOGO: Hugo, desde aquela noite, lá no parque, que eu me dei conta de que sou apaixonado por você. Eu penso em você todo o santo dia! É um sentimento que nasceu aqui - ele coloca a mão no peito, na região do coração - e que não consigo tirá-lo de mim. Me deixe tentar ganhar o seu coração e o seu amor?

Eu fiquei um pouco impressionado, mas eu já sabia do amor que ele sentia por mim. Eu amo o Bruno e eu sei que ele me ama também, por isso qualquer chance para Diogo conquistar o meu coração era igual a zero. Eu não poderia esquecer do Eduardo também...

EU: Olha Diogo: meu coração pertence ao Bruno, e você sabe disso. Então, não existe qualquer chance para nós dois. - o

Diogo fez uma cara de tristeza - Mas sabia que existe alguém que te ama em silêncio?

DIOGO: Me amando em silêncio? Como assim?

EU: Cara, você só deve ser tapado mesmo! Existe alguém que te ama desde sempre, que sempre te apoiou e ficou ao seu lado, mesmo quando você fazia as suas besteiras. E esse alguém está sofrendo por saber que o amor que sente por você não está sendo correspondido.

DIOGO: Alguém? Mas quem?

O Diogo deve estar cego para não ver que o Eduardo está apaixonado por ele!

EU: Quer saber?! Vá descobrir! Se ficar atento aos seus amigos, você vai ver de quem estou falando. Agora eu tenho que ir. Até breve, Diogo.

E saí dali. Já conversei o que tinha de conversar com o Diogo.

***** O narrador agora é o Diogo *****

Depois de que Hugo saiu, eu fiquei com aquela frase na cabeça: "Existe alguém que te ama desde sempre... E esse alguém está sofrendo por saber que o amor que sente por você não está sendo correspondido". De quem será que ele está falando?

EDUARDO: Oi Diogo! Tudo bem, cara?

EU: Mais ou menos... - disse, depois que os meus pensamentos foram interrompidos pelo Eduardo - Cara, eu conversei agora com o Hugo, me declarei pra ele, mas ele me rejeitou.

EDUARDO: Oh, parceiro! Não fique triste não. Ele é um idiota mesmo.

EU: Nem é isso, Edu! Ele me disse que ama de verdade o Bruno, então ele não me deu uma chance de conquistar o coração dele. E o pior: ele já sabia que eu estava apaixonado por ele, e que fui eu que fiz os panfletos daquela vez.

EDUARDO: O quê? Olha, eu não contei nada a ele, eu juro!

EU: Eu sei, Edu! Ele ouviu a nossa conversa que tivemos quando chegamos na escola. O impressionante foi que ele me perdoou.

EDUARDO: Realmente não sei o que dizer! Ele surpreendeu a gente.

EU: E não é só isso. Ele me disse que tem alguém que me ama e que eu ainda não o vi.

EDUARDO: Sério?! - O Edu parecia estar nervoso assim, de uma hora pra outra.

EU: Sim, sério! Agora quem será essa pessoa? Será uma garota da escola? Ou um cara? Não sei... Mas...

EDUARDO: Mas o quê, cara?! - Edu estava bem interessado na conversa.

EU: Mas eu daria uma chance de ser feliz do lado dessa pessoa. E Hugo me disse que ela está sempre ao meu lado, é um de meus verdadeiros amigos e que me apoia sempre. Cara, com essas qualidades todas que ela tem, eu a pediria em namoro na mesma hora!

Eu parei de falar quando eu vi o Edu chorando muito. Chegava até a fungar por causa do choro. Nessa hora eu consegui somar "um mais um" e o resultado era que o amigo de que Hugo falou era o Edu!

EU: Edu, você está apaixonado por mim?

EDUARDO: Perdidamente, Diogo! Eu estou apaixonado por você desde que você mudou com o Hugo. Antes eu achava você legal, mas um mau caráter, por causa das suas armações contra os colegas, e especialmente com o Hugo. Mas depois que você se arrependeu das maldades que fez, eu pude ver um outro Diogo, um bom, verdadeiro, humilde, confuso e apaixonante. Foi por esse Diogo que eu me apaixonei!

Eu fiquei sem reação... Nunca, em toda a minha vida, passou pela minha cabeça de que o Edu me amava. Eu acho que ele percebeu a minha surpresa e a interpretou como uma rejeição, pois começou a chorar intensamente, e do nada, se levantou e foi embora.

Eu não consegui detê-lo, mas eu prometi que eu daria uma chance à pessoa que o Hugo disse que me amava. Então fui atrás dele.

**** Narrador Hugo ****

A aula seguiram na maior tranquilidade. O tempo passou voando. Então fui pra casa, descansar. Estava saindo, junto com alguns colegas de sala quando - POU! - Eu sinto um impacto no meu rosto, virando-o para o lado oposto ao do golpe, me fazendo quase que "mergulhar de cabeça" no chão.

Demorei alguns segundos para perceber que recebi um murro na cara do Alex.

ALEX: Seu desgraçado! SEU VIADO FILHA DA PUTA!

Os colegas de sala se aproximaram para ver a cena: eu caído no chão, com a mão no queixo, e o Alex olhando pra mim com profunda raiva.

Eu me levantei, fiquei de pé, frente a frente com ele, cercado pela "platéia".

EU: POR QUE VOCÊ ME BATEU? O QUE FOI QUE EU TE FIZ?

ALEX: VOCÊ TRANSFORMOU O BRUNO EM UM VIADO, QUE BEIJA MARMANJO E DÁ O CU PRA MACHO!

EU: EU NÃO TRANSFORMEI NINGUÉM EM VIADO, NÃO! O BRUNO E EU NOS APAIXONAMOS, E NÃO VIRAMOS VIADOS, COMO VOCÊ DISSE...

Eu me acalmei, e minha respiração se mantinha bem intensa.

EU: Alex, eu não entendo o porquê de você estar "machucado" por causa do Bruno. O Bruno me ama, da mesma maneira de que eu o amo. E cara, nem você e nem mais ninguém vai tentar destruir nosso amor! Então, pegue a sua raiva e - falei bem baixinho, próximo à orelha dele - enfie bem dentro do olho do seu cu!

Alex incendiou-se de ódio e tentou desferir mais um golpe no meu rosto. Mas como um golpe não funciona duas vezes contra a mesma pessoa, eu agarrei o punho dele e o impedi de me dar um soco.

VOZ: O que é que você está fazendo aqui?

Essa voz era a de meu amor!

ALEX: Vim ajustar umas contas com esse viado! Ele está te levando para o mau caminho!

BRUNO: MAIS RESPEITO COM O HUGO! Ele não me levou pro mau caminho, mas eu encontrei o caminho da felicidade com ele. Eu não preciso ser machão para provar que eu sou homem, mas sim ser verdadeiro! Você pode até não achar certo que eu, hétero pegador, esteja 100% na de Hugo, mas vai ter que engolir que eu o amo!

O Alex saiu de perto dele, enraivecido, e fez menção de ir embora. Mas parou, e disse para todos que assistiam ao "espetáculo":

ALEX: Idiota! Vocês vão se fuder um dia, e eu vou dar risada de vocês! Amanhã mesmo eu e o Estêvão estaremos voltando para a nossa cidade, e eu desejo, do fundo do meu coração, que vocês vão pro inferno!

E saiu. Eu respirei aliviado, e a pancada que recebi no rosto agora começou a doer. O Bruno fez questão de me levar para a enfermaria da escola.

**** Narrador Diogo ****

Nossa! Que situação foi essa na entrada da escola?! Eu fiquei impressionado ao ver que Bruno foi capaz de enfrentar a família pelo amor que sente pelo Hugo. Isso me fez lembrar de que eu também tenho que me acertar com o Edu.

Enquanto levavam o Hugo pra enfermaria da escola, eu vi o meu futuro namorado atravessando o portão da escola de cabeça baixa, triste. Ele deve estar achando que eu o rejeitei, quando eu demorei para responder sobre a confissão dele. Então eu corro atrás dele e o alcancei perto da escola ainda, só que pelo lado de fora dela.

EU: Ei, Edu! Me espera!

Ele parou e se virou pra minha direção. Ele estava com um semblante triste.

EU: Vem cá! - Ele se aproximou de mim - Você disse que está apaixonado por mim, e eu te disse que o cara que tinha aquelas qualidade que o Hugo me disse, eu namoraria com ele certo?! - o Edu continuou olhando para os meus olhos - Cara, desde o tempo de crianças, você esteve ao meu lado! Brincando comigo quando éramos pequenos, me ajudou nas matérias em que tinha dúvidas, aprontamos muita coisa juntos, mesmo quando eu fazia besteira e me dava mal, você estava ali pra mim, era o meu ombro amigo! Quantas vezes você me aconselhava para parar de perturbar os colegas de sala! - dei uma pequena risada - Quem sabe eu estivesse melhor do que estou agora! - ele sorriu também.

Eu o guiei pelo braço até um banco de praça, e nos sentamos.

EU: Sabe, Edu, esses últimos acontecimentos foram importantes para mim. Eu aprendi por experiência própria que se deve valorizar aquele que nos valoriza, e que, sem me dar conta, eu te amei e te amo! E agora, consciente desse sentimento dentro de mim, eu não vou deixar o seu amor por mim passar... Me dá uma chance de ser feliz contigo?

Nossa! EU mesmo fiquei surpreso pelo que disse. Nunca imaginaria falar aquilo tudo para alguém, ainda mais para um homem! Mas já era hora de tentar ser diferente, ser feliz ao lado de quem me ama de verdade, mesmo que seja um homem.

EDUARDO: Sim, sim sim!!! - Uma lágrima correu pelo rosto dele - Eu nunca pensei que ouviria isso de você, Diogo! Eu quero tentar ser feliz contigo! Quero mesmo! Se esse relacionamento não der certo, quero que continuemos sendo melhores amigos um do outro. Combinado? - disse ele, dando a mão para um aperto.

EU: Combinado! - disse, apertando a mão dele. Logo o puxei para perto de mim, e o beijei. Um beijo de língua, uma sensação indescritível! Demoramos cerca de quinze segundos nos beijando, e senti que eu poderia ser feliz ao lado do meu Edu!

**** Narrador Hugo ****

Hoje é a a noite mais importante das nossas vidas: o dia da formatura! Era o marco de que deixei de ser uma criança e adolescente, e virei um homem.

Para o Bruno e para mim, esse dia representava o fim de uma história. Quem imaginaria que há exatamente no primeiro dia de aula, o aluno mais humilhado do colégio iria namorar o bad boy mais temido das redondezas? Quem diria que o meu pior algoz estava apaixonado por mim? Quem diria que eu faria sexo pela primeira vez em toda a minha vida? Que eu teria que amadurecer passando por desafios, como a traição, a humilhação, a dor física e emocional?

Todas as respostas para essas perguntas estão dentro de mim! Hoje eu vou festejar, junto com o meu amor, o Bruno, com a minha melhor amiga, a Faby, o mais novo casal gay da escola, o Diogo e o Edu - que o relacionamento deles engatou mesmo :-o - e todos os alunos daquela escola.

O Alex voltou para a cidade dele, junto com o Estêvão, e nunca mais soubemos notícias dele. Ainda bem! Os antigos "amigos" do Diogo perderam de ano e terão de repetir o ano letivo. E o meu namoro com o meu ogro abriu precedentes para novos tipos de relacionamentos na escola.

Lá íamos Bruno e eu dançando no baile, quando eu o pergunto, ainda no salão:

EU: Você se arrepende de alguma coisa que fez durante esse ano?

BRUNO: Não... Na verdade tem sim...

EU: O quê?

BRUNO: Ter namorado com você muito tarde! - Ele riu - Eu me sinto completo e realizado contigo e penso todas as noites na nossa vida no futuro. Eu sei que o que nos espera lá fora é algo incerto e perigoso para os gays, mas saiba - ele parou de dançar e apoiou as mãos nos meus ombros - saiba que enfrentaremos o mundo lá fora juntos! Eu te amo!

EU: Eu também te amo, Bruno. E saiba que estou pronto para viver junto contigo pelo resto da minha vida!

**** FIM!!!! ****

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
20/11/2014 06:05:29
Poxa, não acredito que só hoje fui ler o final ¬¬ Não vi quando postou e agora a pouco, me lembrando do "seu sumiço", resolvi verificar e achei a última parte. E pensar que poderia ter lido quase 9 meses atrás. Poderia ter tido um filho nesse tempo kkkkkkkkk Me apaixonei tanto por esse conto, e mesmo tanto tempo depois de ter lido um dos seus capítulos, saber que ele acabou me deixou com a mesma sensação de "vazio" que deixaria se o acompanhasse diariamente. Reli tudo e percebi que não havia me esquecido de detalhe algum. Com certeza foi um dos melhores contos que já li, então peço que volte algum dia. Será um prazer lê-lo novamente. Até lá. Beijão. =)
28/02/2014 00:11:32
esse foi um dos primeiros contos que eu li, o primeiros dos muitos que roubaram as minhas madrugadas e ainda roubam, agradeço q tenha finalizado achei q iria parar de escrever, tava louco para comentar UHuuuu
25/02/2014 20:45:19
Cara. Final 10. Parabéns. Continuation please
25/02/2014 20:11:30
Muito bom,pena que acabou buaaaaa.
25/02/2014 20:01:28
Awnt não acredito que já acabou, realmente você encerrou a história com a "Dignnidade" que ela merecia, e por isso lhe sou grato. Sentirei muitas saudades desse meu xodozinho e aguardo novos contos seus. Abraços e fique bem!
25/02/2014 19:54:42
AI QUE LINDO. FINAL PERFEITO. PENA QUE JÁ ACABOU CARA. ABRAÇOS E ATÉ A PRÓXIMA.




Online porn video at mobile phone


Porno en t re s o gro e no ra conto eroticoporno gratis moça sendo agarrada apód sair do banhoa mulher dando furingo a mulher dando o cu para o homemcontos eroticos de jovem transando menstruadas com o professorvidioporno casa sensacaoconto erotico gay velho pirocudo maltratou o cu do viado choraoForcei minha mae e ficar nua conto incestozoogay 2016casetudo machucano cu do amigo bebado no matocontos gays/categoria/enviados gays-arrombei o cuzinho de meu filhinho veadinhoporno vui da naxana vui cu ala ficou bravacomendo a bucetinha da lucinha e o cuzinho da ritinha contos eroticosxvidio.com mary buceta de ouromorena de 58kg dando a bucetaSansão todinho nuameu corno troxe um negão para me foder e tirou fotos Mãe e filha dandoxvideo o presente de aniversário do papai quero ver um filme pornô porreta Mel com muita mulher gostosa tomando no c* de calcinha de ladinhocontos eróticos gordinho afeminadoconsertando o chuveiro da minha vizinha contosrelatos reais de meu tio me diz que é macho alfarabudas de calca legue agaxadasxxvideo enviando abraço na buceta contos eroticos eu aprendi beijar com minha irmao desejo pela amiga da academia contos eróticosgemendo e gozando gostosas espirrar esperma longe. porno atitudiviu os peitos da enteada nifestinha no corredor levatou a bluza chupou avontade xvideo.combuceta nua com pintei moicanox video mobili com mulher gostoza colocando chifre no marido com o amanteprdinha.gostosa.treponofotos enfermeira gostosa pega rola pascientePenis flacido castrar contosrebentado o cabaço com cacetudoconto erotico gay vovo deu leite pro netinhocontos eróticos menina de 25 anos transando com cachorro com calcinha preta com lacinhos vermelhosassistindo filme porno mulher e se tosou todinhamorena com os pentelhos enroladinhos trepando gostosocache:I20bmnqm678J:gtavicity.ru/texto/2016115 garoto gay bem novinho e bem afeminado muito tesouro para dar o c*ler conto erotio descabaçando irma peludaXVídeo mulher desagrada para gozar e g****** toda horairmalouca pra perdero cabaco pro irmarContos eroticos 16putaria brasileira com esfrega cospida no rosto da amigaensinei meu filho de dez anos a bater punhetainistiu e comeu a gata ba moto ela gemia muito e posto na netDois pastores fuderam contosA bunda do engraxatexvideo afilhado fala quevai fazer massagem na madrinha e acaba comendo o cu delaxvídeos 10 mamae fas cudoce mae efilhoeptar casa dos contosgozada acidental buceta assustada bravacasada com o cu desmanteladonegao finca tudo dentro da buseta da menina virge e goza dentroCanto do priquitode manga chamando o outromulher de biquíni dançando para homem dança sexual esfregando a x***** nelexvidio mim mostrano a bucetaconto erotico viado novinho vira escravo do coroa dominadorcontos sex fui enrrabado na adolescencia e gameiconto erótico dominicao vol.7omen a molese a mulher tirando o pau br afora ela nao aguenta pornoalivat xxxvídeocontos eroticos pegando minha tia gravidacoroa aproveitando do novinho dotadpconto erotico macho dominador convida amigos pra foder viadinho submissoContos o doidinho chupou minha bct cm sebinhomenina joga poloaquatico pra ser encoxadanovinha loira nao aguenta no anal e ped pa parravideos de sexo Dono de imóvel comendo o cu da inquilinacomendo a mileninha gostosinhaContos eroticos na casa da minha amigavideo de idosa abrindo video de gemido no meio do mercado "apaga isso"XVIDIUS SÓ DI NOVINHAS DESMALHA GUAND GOSA HD COMconto erotico fiz chantagem e comi o cu da minha maegemendo que vai cagar enquanto toma pica no cu