Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

As Aventuras de uma CDzinha Adolescente EP 1: Patrícia Travesti PARTE I

Oie, gente!! Luana Cdzinha aqui com mais um conto pra vocês. Hoje eu vou contar uma história que se passou por minha cabeça esses dias depois de uma situação por que passei quando era pequena.

Como vocês ja sabem, eu sou uma Cdzinha, mas que gosta mesmo é de travesti.

Era uma quarta feira chuvosa, semana de meu aniversário de 14 anos e eu aguardava ansiosamente o meu tio trazer meu presente, ja que ele não poderia estar comigo no dia. Quando abri o envelope, quase pulei para trás: Três notas de cem eram o presente. Abracei e agradeci muito o meu tio pelo presente. Eu havia amado.

Nessa época eu ja era Cdzinha havia um ano e era virgem, mas nunca havia comprado uma lingerie ainda, eu só usava as calcinhas da minha mãe e da minha irmã de vez em quando, e me masturbava um pouco usando-as, normalmente, eu usava a minha cueca mesmo, enterrava na minha bundinha e tocava uma por cima dela, como se fosse uma fio dental. Eu amava isso. Por certas vezez eu pegava um marca texto, ficava de quatro e enfava no meu cuzinho, além de gostoso, aquilo me dava vontade de dormir, as vezes, pois me relaxava. Nunca tinha posto nada mais grosso e maior do que isso no meu cu. Mas amava essa sensação e sempre que tocava uma, pensava em mim de lingerie sendo enrabado por uma travesti bem gostosa.

No dia em que eu ganhei esse presente do meu tio, quando eu fui dormir, fiquei pensando em contratar um programa com uma travesti. No dia seguinte eu ja tinha decidido que iria fazê-lo. O dia seguinte era dia de escola, estava pensando em tudo aquilo ainda e nem consegui prestar atenção na aula direito. Assim que saí da escola fui para uma Lan House procurar por travestis de programa da minha cidade. Em pouco tempo encontro Patricia, uma loiraça linda, com um dote normal para um homem, um quadril largo e uma bunda enorme. Salvei seu número no celular e quando chegou a noite e todos foram dormir eu liguei para ela.

—Alô, é a Patrícia?

—A própria—Respondeu com uma voz feminina e sexy

—Eu gostaria de saber quanto custa o programa.

—Cem reais a hora.

—Amanhã você está livre? —

—A tarde toda.

—E você tem alguma restrição de idade? —Perguntei torcendo para que não tivesse

—Só não pode ser muito novo.

—Tenho catorze anos.

—Não atendo.

—Nem se eu pagar mais?

—Não.

Eu então desejei-lhe boa noite e desliguei o telefone.

Uma semana se passou e eu decidi que aquilo não acabaria assim. Chamei-a no MSN, e perguntei se ela gostaria de ser minha amiga e ela disse que não haveria problema algum, desde que não fizesse programa, mas que quando eu crescesse poderia procurá-la. Eu entendia seus motivos, faria o mesmo se fosse ela, transar com um menino de catorze anos, Imagina? Mas nessa hora eu tive uma idéia de ter prazer, conhecê-la e realizar uma vontade minha. Liguei para ela e comecei:

—Patrícia, sou eu, tem uma coisa que você não sabe sobre mim.

—O quê?

—Que eu so Cdzinha.

—Que legal!—começou patrícia—Eu já fui um dia, comprava minhas calcinhas com uma vergonha enorme, e hoje não sou mais isso pois sou travesti e não vivo mais como homem em nenhuma parte do dia, somente quando sou ativa.

—E sobre calcinhas mesmo que eu queria falar com você—abri

—Pode falar—começou Patrícia

—Eu sou Cdzinha, mas só uso calcinhas da minha mãe e irmã, pois tenho vergonha de comprar as minhas, queria saber se, no caso de eu te dar o dinheiro, você poderia comprar uma lingerie tamanho M para mim, com fio dental e bojo?

—Só poderei amanhã. —relatou

—Tem uma coisa a mais—acrescentei—Você poderia comprar um pênis de borracha também?

—Sim, mas isso tudo vai lhe custar uns cento e vinte reais, ok?

—Com certeza—disse entusiasmado—Me encontre amanhã no andar de cima da lan house perto do shopping da cidade e eu lhe darei o dinheiro

—Ok, boa noite

—Boa noite—e desliguei o telefone

Fiquei tão entusiasmado que toquei uma punheta.

No dia seguinte levei o dinheiro, tive que pagar dez reais a mais do que o previsto e peguei a sacola com as minhas coisas, enfiei na mochila e fui para casa, nem tive tempo de falar com ela direito, tão apressado e envergonhado de que me vissem com uma travesti, que estava. Mas ela era linda! Usou o computador do lado do meu. Me reconheceu pela foto do MSN, tentou iniciar uma conversa comigo pessoalmnente, mas eu cortei logo e fui embora. E que bunda que tinha, Patrícia era mais bonita pessoalmente do que em fotos.

Quando entrei no meu quarto para dormir, depois que todos ja tinham ido, tranquei a porta e peguei meus brinquedinhos debaixo da cama.

Pus minha lingerie. Maravilhosa a sensação, meus peitos ficavam enormes nela (eu ja tinha um peitinho avantajado) e já enterrei a calcinha na bunda, sentia aquele tecido roçando no meu cu com uma satisfação enorme. Eu amava funk, então comecei a rebolar até o chão. Aí eu começo a olhar para o pinto de borracha, vesti-lhe uma das camisinhas que eu tinha, tirei a calcinha e comecei a penetrá-lo em meu cuzinho. Sensação dolorosa, mas aguentei firme, com muita dor. A dor era tanta que eu mordia o travesseiro, até a hora em que parou de doer e eu comecei com as estocadas. Em menos de um minuto eu gosei. Retirei o pinto de borracha do meu cuzinho, tirei sua camisinha, pus a calcinha, me ajoelhei no chão e comecei a chupá-lo, como se fosse um boquete. Meu pau se endureceu de novo, conseguia vê-lo por cima da calcinha. Abaixei a calcinha e comecei a tocar uma punheta com uma das mãos enquanto a outra segurava o pinto de borracha. Quando gosei eu resolvi fazer uma coisa diferente: tirei uma foto minha de lingerie no espelho do banheiro de meu quarto, carreguei em meu computador e enviei pelo msn para Patrícia, e fui dormir só de lingerie, mas de porta trancada e cobertor, para não correr o risco de que alguém, além dela, me visse.

No dia seguinte ela me respondeu...

Continua!!!O próximo conto promete!!

Comente os pontos negativos e positivos que acharam. Sua opinião é muito importante para mim.

Contato:

e-mail: juliannovicenteinf@hotmail.com

Skype: Julianno Vicente

Beijocas, Luana CDzinha

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
25/06/2018 13:06:47
Adorei seu início de CD, queria ver a sequencia.
30/05/2015 17:40:33
Pode deixar!! Obrigado pelo carinho de ter comentado, você não sabe o quanto e importante ara mim! bjos
29/05/2015 18:14:34
Comecei a ler esse conto mais por curiosidade do que pelo tema... Mas a escrita é muito boa e o conto de uma simplicidade que nos envolve totalmente...ai quando percebi ja tinha acabado....Continua logo....bjs




Online porn video at mobile phone


Contos eróticos procurando aventura no clube de campoamiguinhos emos loirinhos fazendo sacanagempau.em.bumda.nulher.anatadaxvideo comendo a escrava fujona no troncochupeteira do condominio contosmarido realiza sonho da esposa ser fudida por uma fila de homems pauzudos e grososFotos d cazada sendo fodida p roludocomendo a buçetona da minha irma enquanto a mae passacontos de homens que gostam de chupar peitoscasadAde viado com vaxorovídeo pornô acontece que eu tava ouvindo agorinha cabeludocontos mulher casada da igreja deixou dois arrombar seu cufalo putaria mesmoe trepo video caseirocontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgeConto erotico filha apanha pq estourou o cartãofotos vizinnha ficou com cuzinho lamecado d porraO jostin biber.diz que.si cemti socurada pelo cunhado e o amigo contos eróticosxxvideo vizinha veio estende roupaxvideo gozeiiiiiiii amo que deliciaccrioula dando o cuzaovideo viuva custou a dar a bucetapegando a baixinhashaMarido bota consolo e bomba na buceta da esposa ela nao percebiprima tirada chamando o primo pra foderXXVIDIO.COMEU.ASUACUNHADAputa lambe pe do macho contovídeo pornô caseiro mulher voltado foi traído e dá o troco e ele transa camisinha se faz para colocar no coloca em quando vê tudo e ela deixa como comer essa p*** para o c**** vem sem camisinhavideo estrupo brasileiro caseiro fala palavrao gorda peitao patroaPORNOVIDEOCURRAfoto de baxinho cassetudogay casa dos contose apaixonei pelo idiota da faculdadeconto erotico gay macho dominador gosta de maltratar viadoxota molhada escutando o barulho do tesaobaiana gemendo no cassetaoAvo fica ecitada com os 40cm do pau do netocontos primeiro boquete de uma cretevó que confessa que adora chupar o pau do seu netopenetração forçada do pistoludocontos de esposa puta chupando varias rola na frente d cornoso tia gostoza da bandas grandes dormindo que acorda trazendo com sobrinhocache:rw4Jl7xcm9QJ:https://zdorovsreda.ru/tema/pezinho contos swing dei a minha calcinha para o meu genrocuiada provoca cuiado d xortiu de dormiminha sogra e esposa no canil fodeno com todos cachorro grande conto eroticoamigos d filho fpde mcu da minha.maeacabei liberando cu pro primo masnaogayconto erotico gay meu pai vendeu meu cu por 100 reais pro seu/amigoconto.de mulher kue faz o marido de bobo e trepa c negaocache:T8Q1RJOKjIwJ:zdorovsreda.ru/texto/201801336 conto lavador de carro pauzudocasos de zoofiliazoofilias pai estuprando filha enquanto ela dorme profundamentequeiro ver video de porno fodendo as intiadasXVídeos coroas em carbono com pau do enteadocontos eroticos corno brochougozda de mjlher cue gorra lonjebucetaazedinhanovinhas pelada da lingua da buceta vantajosa de pernas abertameu enteado me estrupousexo fiocado paibeijo o conhado e deu o cuzinho pra elecasadinha contosbatando o joelhinho na mesa xvideoscarolzinha baixinha trepanocontos eroticos.sou uma ninfeta crenta da buceta enorme.Contos mesmo depois de casada meu primo me enrabougostosas com traseiro largo de biquinesamiguinhos emos loirinhos fazendo sacanagemmulher não transa com pauzãooooxvidius corous grisalhos velhos gayfesta buctao loucurasmulhe toma uma ponbada na buseta que não tava nem esperandoporno ela senta rapido e com forla grita pornodoidox vídeos porno eu e minha mãe fomos tomar banho e fiquei esitadoencoxada e bolinada contos eroticos